Banco chinês chega ao Porto Maravilha

| 16/10/2018

  • Titulo da Imagem

    Bocom BBM vai ocupar os dois últimos andares do Vista Guanabana (edifício à direita)

  • Titulo da Imagem

    Edifício tem localização privilegiada, a 5 minutos da Parada dos Navios do VLT Carioca

  • Titulo da Imagem

    Banco trará mais 250 funcionários ao Porto Maravilha

  • Titulo da Imagem

    Mudança será no início de 2019

O banco Bocom BBM reforça o time das empresas que se mudam para o Porto Maravilha. Associação entre Bank of Communications, um dos cinco maiores bancos chineses, e o BBM, grupo financeiro privado mais antigo do Brasil, a instituição trará mais 250 funcionários para o Porto Maravilha. O grupo ocupará a partir de 2019 os dois últimos andares do edifício Vista Guanabara. Localizado estrategicamente na Avenida Venezuela, via paralela à Orla Conde, o prédio moderno e tecnológico fica poucos metros da Parada dos Navios do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT).

Mary Caminha, gerente de Comunicação Corporativa do banco, acredita que a ida da instituição e de outras empresas de alto padrão para a área valoriza a região e fomenta o comércio do entorno. “O Bocom BBM está crescendo, cada vez mais contemporâneo e, de acordo com o nosso planejamento estratégico, este é um movimento que tende a se acentuar daqui para frente. Por esta razão, decidimos investir em espaços de trabalho melhores e mais funcionais”. A nova sede, além de concentrar serviços administrativos, receberá também clientes e fornecedores.

Em 2016, o Bank of Communications adquiriu 80% do capital do Banco BBM, criando o Banco BOCOM BBM, sua primeira joint venture (aliança comercial) fora da China. A empresa ocupa hoje parte de edifício na Praça Pio X. No Brasil, o grupo tem três unidades - Rio, Salvador e São Paulo. Com cerca de 3 mil agências domésticas, atua em mais de 10 países, como Estados Unidos, Japão, Singapura, Coréia do Sul, Alemanha, Austrália, Canadá, Luxemburgo e Reino Unido.

Nos últimos meses, sete empresas anunciaram casa nova na Região Portuária. Serão aproximadamente quatro mil pessoas a mais circulando diariamente pelos bairros do Santo Cristo, Gamboa e Saúde. Só a Bradesco Seguros, que comprou o Port Corporate próximo à Rodoviária Novo Rio, trará 3 mil funcionários para ocupar os 18 andares do edifício. A Tishman Speyer Brasil, que ocupava o prédio, mudou-se para o edifício Aqwa Corporate, em frente à Cidade do Samba. A Fábrica de Startups, aceleradora corporativa portuguesa que desenvolve inovação para grandes empresas via startups (empresas recém-criadas ligadas à tecnologia com modelo de negócio escalável e que possa ser replicável) vai ocupar andar inteiro no mesmo prédio trazendo 550 empreendedores. Também virá em breve o escritório de advocacia Tauil & Chequer Advogados, associado à firma jurídica global Mayer Brown. Outra empresa do ramo jurídico que já anunciou que também alugará um andar no prédio é a Licks Attorney.

No Edifício Nova, sede da L’Oréal Brasil na Avenida Barão de Tefé, os mil funcionários da empresa de cosméticos ganharam companhia. A empresa de turismo Alatur transferiu sua filial carioca com 70 funcionários da Rua São José para o edifício, enquanto a agência de classificação de risco de crédito Fitch Ratings chegou com mais 53 pessoas. A japonesa Nissan também desembarcou com seus 150 funcionários para um andar inteiro do moderno edifício.

Veja também

Mais quatro mil pessoas circulam diariamente no Porto - 31/08/2018

Fotos: Bruno Bartholini

Tags: