Fundação Darcy Vargas ganha Mural de Azulejos sobre os Direitos Humanos

| 07/12/2017

A Fundação Darcy Vargas ganhará um mural de azulejos do projeto “Inscrever os diretos humanos em 1 e 1.000 escolas do Rio de Janeiro” no dia 11 de dezembro. Produzido pela Associação Inscrire Brasil, que trabalha o conceito dos direitos com jovens estudantes nas escolas, o painel é resultado de oficinas com alunos. Este será o quinto mural da Região Portuária. Mas o novo painel é o primeiro com apoio institucional da Unesco.

Com azulejos, tinta e pincéis em mãos, os alunos expressaram em desenhos os artigos da Declaração Universal dos Direitos Humanos (DUDH),  transformados em painéis urbanos pela artista belga Françoise Schein. “O resultado impacta não só alunos e funcionários, mas também familiares e moradores do entorno, já que intervém no espaço urbano de forma perene. Uma por uma, chegaremos às 1.000", prometem os responsáveis pelo projeto no Brasil, Moema Quintanilha, Ana Ignacio e Philippe Nothomb.


 Alunos da escola da Fundação Darcy Vargas, que tem longa trajetória na área social, produziram os desenhos sobre os Direitos Humanos que serão gravados em um grande painel de azulejos no dia 11 de dezembro

Além de ser instalado na Fundação Darcy Vargas, o mural também entrará para o “Caminho Internacional dos Direitos Humanos”, que conta com painéis semelhantes em Paris, Bruxelas e outras cidades do mundo. O Brasil já participa do Caminho desde 2001. A cidade do Rio de Janeiro tem murais do projeto no morro do Vidigal, na estação Siqueira Campos do MetrôRio e no o Armazém da Utopia, Zona Portuária do Rio. A estação de Metrô da Luz, em São Paulo também recebeu um mural com o tema dos Direitos Humanos.
 
Em outras edições do projeto, a Associação Inscrire Brasil tem parceria com a OZ Produções; o patrocínio da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, da Secretaria Municipal de Cultura por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura (Lei do ISS), além das CRE’s e da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) para a pré e pós-produção dos azulejos. O Consulado Geral da França e o Consulado Geral da Bélgica também são permanentes apoiadores.
 
A Fundação Darcy Vargas (FDV) foi fundada em 1938 pela então primeira dama, Darcy Vargas, motivada pela vulnerabilidade social vivida pelas crianças e jovens entregadores de jornais, ela criou uma instituição para abrigar os pequenos jornaleiros que viviam pelas ruas do Centro do Rio. Assim surge a FDV – Casa do Pequeno Jornaleiro. Ao logo de muitos anos a Fundação foi um abrigo (antigo orfanato) que oferecia moradia, educação, alimentação e apoio médico para as crianças e jovens distribuidores de jornais. Após a promulgação do Estatuto da Criança e do Adolescente, a fundação se adaptou à nova legislação e passou a oferecer cursos profissionalizantes para jovens e atividades educacionais, esportivas e culturais no contraturno escolar para crianças e adolescentes. No ano passado, a fundação decidiu atuar na área da educação formal e inaugurou a Escola Fundação Darcy Vargas.
 
SERVIÇO: Inauguração mural de azulejos “Inscrever os direitos humanos em 1 e 1.000 escolas do Rio de Janeiro”
Data: 11 de dezembro
Horário: 10h
Local: Rua do Livramento, 27 - Gamboa - Rio de Janeiro
Com informações da
Associação Inscrire

Veja mais matérias sobre os painéis de Direitos Humanos no Porto Maravilha:

Orla Conde ganha formas de Debret em murais de grafite
Prefeitura inaugura Teleférico da Providência